sábado, 10 de julho de 2010

Com o apoio da Universidade Positivo, mercado de madeira plástica avança no país

De acordo com dados de uma pesquisa divulgada em abril deste ano pelos Estados Unidos, a superfície florestal no mundo diminuiu 3,1% entre 2000 e 2005. Ainda segundo a pesquisa, o Brasil foi o país que sofreu a maior redução de suas matas nesse período.

Diante da necessidade de se encontrar uma alternativa para combater esses números alarmantes do desmatamento, a Madeplast, empresa que faz parte da Incubadora de Empresas e Negócios da Universidade Positivo, tem investido num projeto inovador. A madeira plástica é uma novidade que surge como alternativa ao uso da madeira natural na maioria das aplicações.

A madeira plástica é composta por serragem de madeira e plástico reciclado. Entre os principais benefícios desse novo material estão o fato de ele ser mais resistente quando comparado à madeira normal, não absorver água e nem rachar, resistir à corrosão natural e química, não perder a cor e ser imune a pragas, como o cupim. O produto é ideal para ser utilizado em forros, cercas e decks.

O material representa um diferencial para a construção civil, que está sempre em busca de novos produtos que reúnam beleza, resistência e qualidade, além de serem ecologicamente corretos. Para a arquitetura, a madeira plástica promete trazer resultados positivos, já que a matéria prima tradicional nem sempre oferece a durabilidade desejada.

Madeplast:

A Madeplast iniciou suas atividades em 2008, com o apoio da estrutura de laboratórios da Universidade Positivo. A gerente da Incubadora de Empresas e Negócios, professora Dra. Giselle Dziura, explica que o objetivo do programa é dar oportunidade a projetos inovadores.

A Madeplast busca gerar produtos inovadores, com vantagens ambientais e de mercado, pois, durante o processo produtivo, não são produzidos resíduos tóxicos nem emitidos gases poluentes.

A empresa também está em fase de conclusão da sede de sua loja em Curitiba. O estabelecimento será inaugurado na Rodovia BR 277, próximo à Universidade Positivo.

Incubadora de Empresas e Negócios:

A Incubadora de Empresas e Negócios apoia projetos empreendedores que resultam na formação de empresas com diferenciais de mercado. A Universidade Positivo adota esse programa e busca criar uma cultura dentro da instituição, pensando no desenvolvimento de lideranças empresariais e empreendedores com responsabilidade social.

SOBRE A UNIVERSIDADE POSITIVO – A Universidade Positivo materializa, na Educação Superior, a excelência que o Grupo Positivo alcançou na oferta de educação. Para assegurar uma sólida formação profissional, com base nos valores do saber, da ética, do trabalho e do progresso, e adequada às exigências do mercado de trabalho, mantém parcerias com entidades e instituições públicas e privadas. O câmpus Ecoville foi especialmente projetado com o objetivo de integrar as modernas instalações físicas à preservação do meio ambiente. É nesse câmpus modelo, comparável às melhores instituições internacionais, que a Universidade Positivo oferece cursos de Graduação, de Pós-Graduação e Pesquisa e de Extensão. O Centro Tecnológico da Universidade Positivo, com sede no câmpus Ângelo Sampaio, tem uma proposta diferenciada e oferece Cursos Superiores de Tecnologia de curta duração, para quem busca formação sintonizada com as necessidades do mercado de trabalho. Na Graduação, a Universidade Positivo ainda conta com a Escola de Negócios, que tem como objetivo ser referência no desenvolvimento do ensino de Negócios. Por meio de clínicas, a instituição presta um importante serviço à comunidade com atendimento gratuito em várias áreas. O mesmo acontece com o Hospital da Cruz Vermelha, que triplicou sua estrutura física e duplicou sua capacidade de atendimento, graças à parceria, firmada em 2004, com o curso de Medicina. O Grupo Positivo, do qual a Universidade Positivo faz parte, é a maior corporação de Educação do Brasil, conta com mais de 7,5 mil colaboradores e mantém negócios em países da América, da Ásia, da África e da Europa. (Na Internet: www.up.com.br).

Nenhum comentário:

Postar um comentário